Ela andava cansada que o marido trabalhasse até tarde… um dia descobriu isto na sua roupa suja…

Jonna Miller é uma esposa, uma mãe e uma escritora de blogues. Recentemente ela revelou um momento chocante que teve em casa enquanto o marido estava a trabalhar. Ela estava doente e cansada que o marido trabalhasse até tarde e longe da família, mas tudo fez sentido um dia enquanto lavava a roupa.

 

viu_roupas_marido

Isto foi o que Jonna escreveu sobre esse momento:

“É uma coisa linda, não é? Encontrar o homem dos nossos sonhos, começar a passar o resto da nossa vida com ele e viver a nossa fantasia de infância de um “felizes para sempre”. Pelo menos é o que tenho lido em contos de fadas. Mas, eu não me lembro do príncipe no conto de fadas ter as mãos rachadas e cheias de calos antes dos 30. Não me lembro do Príncipe faltar a jantares porque estava a trabalhar o tempo todo ou ir para a cama pouco depois de chegar a casa por estar tão exausto. Eu não me lembro de nada disso.

Estou casada com um homem que trabalha duro e eu estaria a mentir se dissesse que isso não me afecta. Às vezes, ele volta para casa muito depois das 5h e eu fico ao pé da porta para lhe poder gritar “disseste que ias a estar em casa às 5!”

… Como se ele preferisse estar a trabalhar do que passar tempo comigo e com a nossa filha. Tornei-me irracional. Vou contra o meu melhor julgamento e deixo que a minha boca fale antes de pensar. Eu sei que o estou a colocar numa situação impossível. Ele literalmente não pode ganhar. Se ele não trabalhar até tarde, eu não terei o novo conjunto de mobiliário que TENHO que ter. Se ele trabalha até tarde, ele chega a casa para uma esposa irritada que está desesperada pela atenção dele. Eu sou tão egoísta no nosso casamento e tenho consciência disso. Mas, de vez em quando tenho os meus momentos “Ahaha” e isso dá-me uma sensação de compreensão. Exceto, este momento, este momento foi diferente dos outros e mudou tudo para mim.

Era uma quarta-feira à noite e o meu marido trabalhava até muito mais tarde do que me tinha dito. O jantar dele já estava frio, eu coloquei-o no frigorífico e sentei-me no chão com a nossa filha. Nós brincamos com bonecas e lê-mos alguns livros, mas na minha mente tudo o que eu estava a pensar era “Ele vai ouvir das boas quando chegar a casa”. Eu ouvi a máquina de secar roupa a parar e, ao invés de dar-lhe outra volta para evitar dobrar a roupa como é meu hábito, decidi não fazer nada disso.

Eu tirei as roupas da máquina e atirei-as sobre a mesa da cozinha. Comecei a dobrar, pensando: “Porque é que ele não quer passar tempo comigo? Nós somos recém-casados, não é suposto estarmos na fase de lua de mel ??”

Este tipo de pensamentos estão a consumir-me, agora tenho dois montes de roupas, as minhas roupas e as roupas dele. Olhei para as minhas roupas e vi-as tão vibrantes, limpas e novas? As dele estavam sujas, manchadas e rasgadas. Eu parei de dobrar e fiquei ali, a pensar.

Este homem dá-me mais do que o que eu mereço. Se eu lhe disser que quero algo, muito raramente me vai dizer não. Comecei a sentir um enorme sentimento de culpa e vergonha. Não pude deixar de sentir que falhei como esposa. Em vez de ser agradecida por ter um marido fantástico que cuida incrivelmente de mim e da nossa filha, eu espero que ele volte para casa discutir com ele. Eu sou mimada com os frutos do trabalho dele e ele anda com um par de cuecas rasgadas. Eu estava a agir como se ele estivesse a divertir-se com os amigos mas esta lavagem de roupa ‘contou-me’ uma história completamente diferente.

As mãos dele são estão ásperas. Eles tem bolhas e rachaduras. As roupas dele estão rasgadas, manchadas e sujas. No entanto, ele não se importa. O coração dele fica repleto quando chega a casa e a nossa filha corre até ele animadamente gritando “PAPA”!

Os sonhos dele tornaram-se realidade ao ser um homem de confiança e ser capaz de sustentar a sua família. Ele tem tudo o que sempre quis na vida …

Estou a trabalhar para ser mais branda com ele e uma esposa melhor. Claro que , eu sinto falta dele e quero passar mais tempo com ele durante a semana, mas percebi que ele me oferece a mais bonita forma de amor que existe … ele trabalha para dar à nossa família tudo o que precisamos. Ele trabalha para que não lhes falte nada à esposa e à filha, mesmo que às vezes eu seja um pouco ‘azeda’ com ele.

Se tens um marido na tua vida que trabalha e não sabes o quanto ele te ama …

Lava-lhe a roupa! “

Estas palavras são realmente significativas, é uma maneira forte de ver as coisas e esperemos que isto ajude a criar melhores relacionamentos e casamentos.

Vi e partilho

Vi e partilho:
“Uma vez perguntaram a um homem:
– ‘Que ganhas em orar regularmente a Deus?’
Ele Respondeu:
– ‘Nada… Mas deixa-me que te diga o que perdi: A Ira, o Ego, a Avareza, a Depressão, a Insegurança e o Medo da Morte.’
Às vezes, a resposta às nossas orações não está em ganhar alguma coisa, mas sim em perder.”

Nossos padres e párocos

Nossos padres e párocos estão entre os membros mais trabalhadores da Igreja. O sacerdote paroquial típico trabalha todos os fins de semana e férias, mora no mesmo lugar em que trabalha e tem apenas um dia de descanso na semana – isso sem contar que hoje em dia é exigido deles que cuidem de mais pessoas e que assumam mais responsabilidades e funções que antigamente.

Perguntamos a alguns párocos como poderíamos demonstrar que estamos agradecidos por todo o trabalho que eles realizam por nós. Recebemos estas respostas:

1. Rezar por eles.

2. Preparar-lhes uma refeição ou lanche, especialmente em dias de muito trabalho.

3. Comemorar os dias especiais na vida deles, como aniversário e ordenação sacerdotal.

4. Orar mais, reclamar menos.

5. Oferecer-se para ajudar em alguma coisa.

6. Ir à missa e confessar-se com regularidade.

7. Escrever uma cartinha de agradecimento.

8. Dizer-lhes “obrigado” pessoalmente.

9. Elogiá-los.

10. Preocupar-se pelo seu bem-estar.

11. Evitar as fofocas na paróquia.

12. Deixar claro que você os apoia.

13. Ter amizade com o padre antes de sair apontando suas falhas.

14. Ter expectativas realistas (ele é um ser humano) e ser útil.

15. Não achar que o padre existe só para atender você; não tomar muito tempo dele.

16. Ser solidário.

17. Dar o espaço de que ele precisa para ter sossego e paz de vez em quando.

18. Convidá-lo para atividades e reuniões familiares.

19. Buscar a santidade, pois esta é a maior felicidade de um sacerdote: ver que suas ovelhas estão buscando sinceramente o caminho que leva a Deus.

SOBRE JESUS – UMA NOTÍCIA QUE ESTÁ ABALANDO O EGITO!

UMA NOTÍCIA QUE ESTÁ ABALANDO O EGITO!  Fé!
    Depois do haitiano que ficou 27 dias nos escombros e disse que uma pessoa lhe deu água, veja a notícia interessante que vem ao nosso conhecimento.

UMA NOTÍCIA QUE ESTÁ ABALANDO O EGITO
Um muçulmano egípcio matou sua esposa porque ela estava lendo a Bíblia e então a enterrou com seu bebê nascido há poucos dias e uma filha de 8 anos de idade.
As crianças foram enterradas vivas! Ele então disse à polícia que um tio havia matado as crianças. Quinze dias mais tarde, outra pessoa da família morreu.
  
  Quando foram enterrá-la, encontraram as duas crianças sob a areia? E VIVAS!
     O país ficou em choque e o homem será executado… Perguntaram à menina de 8 anos como ela havia conseguido sobreviver por tanto tempo e ela disse: “Um homem que usava roupas brilhantes e com feridas que sangravam em suas mãos, vinha todos os dias para nos alimentar. Ele sempre acordava minha mãe para dar de mamar à minha irmã”.
    Ela foi entrevistada no Egito numa TV  nacional por uma mulher jornalista que tinha o rosto coberto. Ela disse na TV pública, ‘Foi Jesus quem veio cuidar de nós, porque ninguém mais faz coisas como essas!’
     Os muçulmanos acreditam que Isa (Jesus) aparecerá para fazer coisas desse tipo, mas as feridas em Suas mãos dão provas de que Ele realmente foi crucificado e que Ele está vivo!
     Também ficou claro que a criança não seria capaz de inventar essa história e não seria possível que essas crianças vivessem sem um milagre verdadeiro.
     Os líderes muçulmanos terão muita dificuldade em lidar com essa situação e a popularidade do filme ‘Paixão de Cristo’ não os ajuda!
     Como o Egito está bem no centro da media e da educação do Oriente Médio, você pode ter a certeza de que essa história vai se  espalhar rapidamente.Jesus Cristo ainda está deixando o mundo de pernas para o ar!
    Por favor espalhe esta história por todos os lugares. ‘O Senhor diz, ‘Abençoarei a pessoa que colocar Sua confiança em mim”
(Jeremias 17).
Jesus disse: “Se me negas entre os homens, te negarei diante do Pai”
Passe essa mensagem adiante, se acha que ela tem algum mérito.
Bom… agora faça o que seu coração mandar!

A história extraordinária de Emmanuel

A história extraordinária de Emmanuel, recém-nascido abandonado no lixo e salvo pela Madre Teresa de Calcutá.

Emmanuel Leclercq é autor, entre vários livros, de “Meditar com a Madre Teresa”. Doutor em filosofia moral, esteve em Roma para a canonização da Madre Teresa de Calcutá e deu uma entrevista, na qual narrou a sua história singular.
Nasceu em 9 de setembro de 1982 na favela Amravaki, de Bombaim, e, dez dias depois, foi abandonado pela mãe numa lata de lixo em frente de um orfanato da congregação das Missionárias da Caridade.
Naquele mesmo dia, Madre Teresa encontrou a criança e levou-a para aquela que Emmanuel considera a sua primeira casa.
“Eu devo tudo a Madre Teresa. Devo-lhe o meu nascimento, devo-lhe, por completo, toda a minha vida“, disse Emmanuel. Se não fosse ela, acrescentou, “eu não estaria aqui na Praça de São Pedro para agradecer ao Senhor“.
Depois de algum tempo aos cuidados das missionárias, Emmanuel teve a graça de ser adotado. Os seus novos pais foram um casal francês e os novos quatro irmãos eram um indiano, um haitiano e dois franceses: “uma comunidade de amor“, diz.
Emmanuel voltou à Índia, há algum tempo, a fim de visitar a casa que o acolheu logo que fora abandonado. Trabalhou com as Missionárias da Caridade e conheceu uma freira, já idosa, que tinha sido testemunha do seu “nascimento” naquela casa. Por meio dela pôde conhecer melhor a sua história.
Hoje, seminarista da diocese de Avignon, Emmanuel Leclercq fez da fé o motivo central da sua vida.
“Na palavra ‘abandonner’ está a palavra ‘donner’“, observa ele, em referência aos termos franceses para “abandonar” e “doar”. E continua, mostrando compreensão e misericórdia para com a sua mãe biológica, que se viu forçada pela miséria a abandoná-lo diante do orfanato das missionárias:
“A minha mãe abandonou-me para me doar a vida, e me doou a vida de uma forma extraordinária, porque foi a Madre Teresa que me tornou digno dessa vida“, concluiu Emmanuel.